Loading
April 3 2018

[PORTUGUESE] Entrevista com o DJ holandês Julian Jordan no Ultra Miami!

Durante o Ultra Music Festival em Miami, conversamos com Julian Jordan, produtor e Dj holandês prodígio, que com apenas 22 anos está em ótima fase da carreira. Lançou hits com Martin Garrix, Sander Van Doorn Alpharock e está presente nos principais festivais pelo mundo, além de ter sido residente do club Omnia em Las Vegas em 2017.

Na comemoração de 20 anos do Ultra, Julian se apresentou no palco UMF Radio, no dia 23 de março. Confira nosso bate-papo com o ele:

Você começou a produzir quando era bem novo, com 15 anos, certo? Como foi que tudo isso começou? Na verdade com 12 anos eu comecei como DJ e com 13 anos comecei a produzir, e nessa fase eu percebi que era isso que queria fazer. Eu tocava o tempo todo como DJ, mas sentia que faltava alguma coisa, que era o fato de eu não tocar minhas próprias músicas. Então resolvi criar minhas músicas para que eu queria tocá-las. E foi assim que comecei a produzir e continuei indo sem parar até hoje.

Quando foi o momento que você percebeu que queria ser um DJ?
Quando eu criança eu assistí o Tiesto tocando na Olimpíadas e pensei: eu quero fazer a mesma coisa que ele, ser DJ, porque isso é muito legal.

Então Tiesto foi sua primeira inspiração?
Sim, muita coisa de música eletrônica eu descobri através do Tiesto.

Você já tocou no Ultra Miami antes. Como é estar aqui na comemoração de 20 anos?
Incrível. É sempre bom estar aqui no Ultra, encontrar com todo mundo e saber que todos os Djs estão com a mesma empolgação. É muito bom estar de volta!

O que o Ultra Music Festival representa para você?
Ultra é muito importante para mim. É um dos melhores festivais do mundo e dá para notar isso em todo o esforço que colocam para fazer o festival acontecer. Você vê a quantidade de pessoas que trabalham e como se dedicam bastante, por isso é tão bom vir para cá.

Você acabou de lançar uma nova track com Alpharock, “Zero Gravity”. Como essa colaboração aconteceu?
Eu conheço o Alpharock desde o tempo de escola. Nós estudávamos na mesma sala, eu, ele, Martin Garrix, CMCS, e começamos a fazer música juntos, Hoje em dia nós sempre compartilhamos tracks uns com os outros. Ele me mandou uma melodia e eu falei: temos que trabalhar nisso aí. Finalizamos a música juntos bem rapidamente, em poucas semanas. Foi uma colaboração super fácil de acontecer.

A última vez que você tocou no Brasil foi em 2013. Como foi tocar lá, você lembra? 
Sim, foi incrível. Eu amo o Brasil, fui para lá de férias também e adorei o país e todas as pessoas por lá. Tocar lá é muito bom, as festas são muito boas. O fato dos brasileiros saberem exatamente o que querem ouvir é muito legal.

Read the full article here on A Melhor Balada.

 

Julian Jordan, Miami, Ultra